GEODOC - Catálogo bibliográfico de Geociências. Pesquisa: "DE Portugal" + "DE Portugal$" Resultados de 1 a 5 sobre 3534 encontrados.
Enviar resultados por:
Envio de resultados por email
  
impressão de resultados
  
Exportação de resultados para iso2709
  
Visualizar no formato:
Seleccionar resultados:
    

PATTERNS OF RARE EARTH AND OTHER TRACE ELEMENTS IN PALEOGENE AND MIOCENE CLAYEY SEDIMENTS FROM THE MONDEGO PLATFORM (CENTRAL PORTUGAL)
Título: Patterns of rare earth and other trace elements in Paleogene and Miocene clayey sediments from the Mondego platform (Central Portugal) / J. V. Lisboa... [et al.]
Publicação: Amsterdam : Elsevier, 2015
Descrição física: [13] p. : il., 11 figuras e 4 tabelas ; 30 cm
Sumário ou resumo: In the present study the origin of clay deposits occurring in an inland platform, in central Portugal, was investigated by their mineralogical and chemical composition. The clay deposits, exploited for ceramic industry are composed of silt-clay facies, the Monteira Member and the Arroça Member, which are assigned to the Coja Formation (Paleogene) and the Campelo Formation (Miocene), respectively. These clayey facies show almost compositional homogeneity, especially concerning texture. The mineralogical composition of the Monteira Member displays slightly higher content in smectite and interstratified clay minerals, which is supported by the chemical composition of samples analyzed. Both members present similar REE patterns, displaying an intense weathering record and little variation in the source area composition. Minor element geochemistry suggests low content in heavy minerals and transition metals. REE patterns and ratios of geochemical parameters support the dominant metasedimentary provenance, with a granite source contribution and also mature recycled sediments of continental origin. The study results’ suggest that the clays of these two members have the same source in terms of lithology and recycled sediments from the Hesperian massif. During the deposition of the Arroça Member, a major remobilization of the Monteira Member is suggested, explaining the geochemical similarity of both facies.
Notas ed.e hist.bibliográfica: Sep. de: Chemie der Erde, Vol. 73, Issue 3 (October 2015), p. 389-401
ISSN: ISSN 0009-2819
Assuntos: Sedimentos argilosos / Argilas / Terras raras / Elementos raros / Paleogénico / Miocénico / Plataforma do Mondego (Portugal) / Portugal (Centro)
URL: http://dx.doi.org./10.1016/j.chemer.2015.07.002
URL: http://hdl.handle.net/10400.9/3035
Cota: 3-s544LGM-NBAH 36809
Tipo de documento: Texto impresso
País de publicação: NL|Amsterdam

Outro(s) autor(es) : Lisboa, J. Vítor / Oliveira, Daniel P. S. / Rocha, Fernando / Oliveira, A. / Carvalho, J.

Patterns of rare earth and other trace elements in Paleogene and Miocene clayey sediments from the Mondego platform (Central Portugal)

Patterns of rare earth and other trace elements in Paleogene and Miocene clayey sediments from the Mondego platform (Central Portugal)



Marcar

Autor: CARVALHO, Cristina
Título: Estudo da influência do nevoeiro salino nas propriedades de calcários portugueses / Cristina Isabel Paulo de Carvalho
Publicação: Lisboa : UNL-FCT, 2015
Descrição física: xxxiv, 160 p. : il., 108 figuras e 52 tabelas ; 30 cm
Resumo de autor: O nevoeiro salino é um agente de meteorização importante para a maioria dos materiais de construção. Os produtos em pedra natural não são exceção. A estrutura das rochas geralmente apresenta características texturais (rede de poros, microfissuras, fissuras, planos de xistosidade, etc.), que facilitam a penetração do nevoeiro salino na pedra e a condensação no seu interior. A presença da solução salina pode conduzir à degradação da rocha e em casos extremos, à sua total desintegração, através de mecanismos físicos decorrentes da cristalização de sais, da hidratação destes, ou de distintas dilatações/retrações térmicas entre sal e rocha. Contudo, a pedra também pode ser alterada por processos químicos, dos quais a dissolução dos carbonatos é um exemplo. Entre os principais tipos de rocha explorados em Portugal, os calcários são particularmente suscetíveis ao nevoeiro salino, posto que geralmente apresentam porosidades abertas com valores elevados e uma rede de poros que permite uma penetração mais profunda do nevoeiro salino na estrutura da pedra. O estudo do comportamento dos calcários ao nevoeiro salino assume particular importância em Portugal, devido ao facto do país possuir uma orla costeira extensa, grande parte da qual sob a influência de nevoeiro salino. É o litoral que apresenta a maior densidade populacional e, consequentemente, onde se concentram as construções. Além disto, Portugal possui vastas reservas de calcários ornamentais, que são utilizados em larga escala como materiais de construção, desde tempos imemoriais e cuja procura pelo mercado externo, tem vindo a sofrer um incremento significativo. Para este estudo foram selecionados seis calcários portugueses amplamente aplicados e com propriedades físico-mecânicas diferentes. Depois de analisadas as suas características petrográficas, químicas e as principais propriedades tecnológicas, os calcários foram submetidos aos seguintes ensaios de envelhecimento: choque térmico, gelo e nevoeiro salino. A determinação de todas as características tecnológicas através de normas europeias, permitiu uma análise crítica dos respetivos métodos de ensaio e a elaboração de propostas de melhoria de alguns dos métodos. No nevoeiro salino, a avaliação deste ensaio foi complementada com as determinações e análises a seguir apresentadas, não exigidas pela norma europeia: variações na absorção de água e na resistência à flexão; comparação do ensaio em três acabamentos superficiais distintos; análises comparativas de imagens macroscópicas da superfície, de imagens através de lupa binocular e de imagens de eletrões secundários, obtidas com recurso a microssonda eletrónica. Os resultados permitiram avaliar a aptidão dos calcários para os principais tipos de aplicações e, dentro de cada uma, para condições específicas de uso. Assim, foi possível definir as utilizações recomendadas para cada calcário, com o objectivo de maximizar a sua durabilidade. Os ensaios de envelhecimento possibilitaram determinar a resistência dos calcários perante várias condições climáticas específicas, incluindo as existentes em zonas costeiras. A análise detalhada dos resultados do nevoeiro salino reforça o conhecimento de que a porosidade aberta desempenha um papel determinante no comportamento dos calcários neste ensaio de durabilidade. Verificou-se, também, que os acabamentos superficiais grosseiros são mais suscetíveis ao nevoeiro salino, mas menos sensíveis às alterações cromáticas provocadas por este ensaio. Constatou-se que o nevoeiro salino gera perda de brilho nas superfícies com acabamento polido. Por fim, concluiu-se que a perda de massa registada por todas as amostras de calcário ensaiadas, ficou a dever-se essencialmente a processos de dissolução do CaCO3.
Notas diss.ou tese: Dissertação para obtenção do Grau de Doutor em Geologia. Orientadores: Zenaide Carvalho Gonçalves da Silva e Joaquim António dos Reis Silva Simão
ISBN: (Brochado)
Assuntos: Pedra natural / Calcários / Nevoeiro salino / Degradação / Durabilidade / Portugal / Teses
URL: http://hdl.handle.net/10400.9/3033
Cota: 14-626LGM-NBAH 36807
Tipo de documento: Texto impresso
País de publicação: PT|Lisboa

Estudo da influência do nevoeiro salino nas propriedades de calcários portugueses

Estudo da influência do nevoeiro salino nas propriedades de calcários portugueses



Marcar

FINISTERRA
Título: Finisterra : biografia de uma revista de Geografia (1966-2015) / Maria João Alcoforado... [et al.]
In: Finisterra : Revista Portuguesa de Geografia. - ISSN 0430-5027. - Vol. L, nº 100 (2015), p. 9-33
Notas gerais: Contém 5 figuras e 7 quadros
Assuntos: Publicações periódicas / Geografia / Portugal
Cota: E273-P5LGM-NBAH PT-271
Tipo de documento: Texto impresso
País de publicação: PT|Lisboa

Outro(s) autor(es) : Alcoforado, Maria João / Alegria, Maria Fernanda / Queirós, Margarida / Garcia, Ricardo A. C. / Morgado, Paulo / Vieira, Rute



Marcar

Autor: SCHEMM-GREGORY, Mena, 1976-2013
Título: As coleções de braquiópodes paleozóicos do Museu Geológico do Laboratório Nacional de Energia e Geologia, Lisboa, Portugal = The Paleozoic brachiopods collections of the Geological Museum (National Laboratory of the Energy and Geology, Lisbon, Portugal) / M. Schemm-Gregory, M. H. Henriques
In: Comunicações Geológicas. - ISSN 1647-581X. - Tomo 101, fasc. 1 (2014), p. 81-89
Sumário ou resumo: As coleções de braquiópodes do Museu Geológico de Lisboa são aqui analisadas quanto à proveniência do material, sua posição estratigráfica e quantidade. Correspondem a 5 coleções distintas, aqui comparadas em termos de quantidades de lotes e de géneros neles incluídos. Salvo algumas exceções, todos os braquiópodes destas coleções são de idade devónica. A Coleção de Braquiópodes Paleozoicos portuguesa foi fundamentalmente recolhida por Nery Delgado e provém de 7 distritos, sendo maioritariamente oriunda dos distritos de Portalegre, Porto e Santarém. As outras 4 coleções contendo braquiópodes são provenientes do estrangeiro e têm diferentes origens. É, igualmente, apresentada uma pequena síntese sobre a história de cada coleção, e discutido o seu valor estratigráfico e a sua importância para a correlação de unidades estratigráficas aflorantes em Portugal e no estrangeiro. Fornece-se, ainda, uma lista dos géneros de braquiópodes nelas representados.
Notas gerais: Contém 17 figuras e 9 tabelas
Assuntos: Colecções paleontológicas / Catalogação / Classificação / Taxonomia / Braquiópodes / Paleozóico / Museus / Serviços Geológicos / Portugal
URL: http://www.lneg.pt/iedt/unidades/16/paginas/26/30/185
URL: http://hdl.handle.net/10400.9/3023
Cota: SLLGM-NBAH ed-LNEG
Tipo de documento: Texto impresso
País de publicação: PT|Alfragide

Outro(s) autor(es) : Henriques, Maria Helena

As coleções de braquiópodes paleozóicos do Museu Geológico do Laboratório Nacional de Energia e Geologia, Lisboa, Portugal

As coleções de braquiópodes paleozóicos do Museu Geológico do Laboratório Nacional de Energia e Geologia, Lisboa, Portugal



Marcar

SR ISOTOPIC SIGNATURES OF PORTUGUESE BOTTLED MINERAL WATERS AND THEIR RELATIONSHIPS WITH THE GEOLOGICAL SETTING
Título: Sr isotopic signatures of Portuguese bottled mineral waters and their relationships with the geological setting = assinaturas isotópicas de Sr em águas minerais de Portugal e sua relação com o enquadramento geológico / S. Ribeiro... [et al.]
In: Comunicações Geológicas. - ISSN 1647-581X. - Tomo 101, fasc. 1 (2014), p. 29-37
Sumário ou resumo: This work presents the 87Sr/86Sr isotope compositions of nine samples of bottled waters from several regions of Portuguese mainland. The Sr isotopic variability displayed by the analysed waters is strongly correlated with the age and mineralogical composition of the aquifer source rocks, suggesting that the 87Sr/86Sr isotope signatures of these mineral waters are dominantly controlled by fluid-rock and/or fluid-mineral interaction processes. The lowest 87Sr/86Sr ratios are found in water samples from the Monchique aquifer (87Sr/86Sr = 0.70447), located in Late Cretaceous alkaline magmatic rocks of mantle origin. The Vimeiro waters hosted in carbonate and evaporite formations of Jurassic age have 87Sr/86Sr values of 0.70808 and appear to have reached bulk isotopic equilibrium with whole-rock, whereas the waters sourced in Cenozoic siliciclastic sediments tend to exhibit 87Sr/86Sr ratios close to the rainwater value (São Silvestre; 87Sr/86Sr = 0.71078). Finally, the waters coming from granitic and/or metamorphic terrains of the Iberian Variscan basement (Vitalis, Luso, Carvalhelhos, Fastio and Serra da Estrela) display the most radiogenic Sr isotopic signatures (87Sr/86Sr > 0.7136). In the modern commercial context, the differences encountered provide a powerful tool for fingerprinting the mineral water origin and may be used for purposes of mineral water authentication. The results obtained also show the relevance of Sr isotopes as geochemical tracers in hydrogeology.
Notas gerais: Contém 4 figuras e 3 tabelas
Assuntos: Isótopos / Águas minerais / Águas engarrafadas / Portugal
URL: http://www.lneg.pt/iedt/unidades/16/paginas/26/30/185
Cota: SLLGM-NBAH ed-LNEG
Tipo de documento: Texto impresso
País de publicação: PT|Alfragide

Outro(s) autor(es) : Ribeiro, S. / Azevedo, Maria do Rosário / Santos, J. F. / Medina, J. / Costa, A.

Sr isotopic signatures of Portuguese bottled mineral waters and their relationships with the geological setting

Sr isotopic signatures of Portuguese bottled mineral waters and their relationships with the geological setting



Marcar