ENERBASE - Catálogo bibliográfico de Energia. Pesquisa: "LED Porto" + "LED Porto$" Resultados de 1 a 5 sobre 145 encontrados.
Enviar resultados por:
Envio de resultados por email
  
impressão de resultados
  
Exportação de resultados para iso2709
  
Visualizar no formato:
Seleccionar resultados:
    

Autor: MARTINS, Jorge
Título: Motores de combustão interna / Jorge Martins
Publicação: Porto : Publindústria Edições Técnicas, 2006
Descrição física: xxiii, 437p
Assuntos: Combustão interna / Motores
Cota: LEN-BIB. ENERGIA UEZ MOTORES 4522
Tipo de documento: Texto impresso



Marcar

Autor: VALENTIM, B.
Título: Contributos da petrografia de carvão e do char para o estudo das emissões de NOx e de NOb2s resultantes da combustão do carvão em leito fluidizado / Bruno Renato Valério Valentim
Publicação: Porto : Fac. Ciências Universidade do Porto, Departamento de Geologia, 2000
Descrição física: 161p.+ Estampas
Resumo de autor: RESUMO: A libertação de NOx e de NOb2s durante a combustão dp carvão tem uma incidência ambiental importante. O controlo das emissões destes gases tem vindo a ser melhorado, através da modificação das condições de combustão á medida que aumenta o conhecimento sobre o comportamento do carvão durante a combustão, e sobre a química das reacções envolvidas. Todavia, os estudos relativos á petrografia do carvão e do char aplicados ao conheciemnto da formação e da redução do NOx e do NOb2s são ainda escassos e pouco profundos, possivelmente devido a deficiências nas relações interdisciplinares. Deste modo, é essencial melhorar o conhecimento acerca da importância da composição petrográfica do carvão e da morfologia do char durante o processo de combustão em distintas tecnologias. Na presente tese, para além das análises químicas normalmente utilizadas foram usados os seguintes métodos de avaliação de sete carvões comerciais de diferentes origens: a petrografia do carvão (grupos de macerais, matéria mineral, microlitótipos, carbominerites, e minerite e valor médio do poder reflector aleatório); análises de FTIR e de XPS; a petrografia do char de pirólise produzido a diferentes temperaturas (morfotipos e valor médio do pder reflector aleatório do char fundido e dos macrinóides); análises de microscopia electrónica de varrimento; e e ensaios de combustão de carvões e de misturas destes, a diferentes temperaturas, num reactor de leito fluidizado de escala laboratorial para determinação das emissões de NO e de NOb2s. Os resultados obtidos revelaram a influência da composição petrográfica sobre os morfotipos de char. Nos carvões altamente volatéis, a vitrinite gera essencialmente formas altamente vacuolizadas, abertas ou com pequenos poros de erupção, enquanto que a inertinite de elevado poder refletor dá origem a formas sólidas, fechadas ou com fissuras á superfície. Estas características confirmaram as observações e os meodelos de outros autores. Os ensaios de combustão mostraram a influência dos diferentes carvões e da temperatura nas emissões de NO e de NOb2s. Mediram-se concentrações de NO entre 63-513 ppm e de NOb2s entre 7-148 pmm e verificou-se que os carvões betuminosos altamente voláteis, ricos em vitrinite, com um teor em azoto "normal" e relativamente baixo em cinzas (carvões EUA e Col), produziram-se emissões mais baixas de No e de NOb2s do que os carvões ricos em inertinite (SA1, SA2 e SA3) e de grau mais elevado (Esp.1). Os ensaios de combustão com misturas revelaram concentrações de NO mais elevados do que o esperado e concentrações de NOb2s mais baixas. Todavia, verificou-se que, de um modo geral, o aumento da percentagem dos carvões EUA ou Col nas mistura com carvões SA1 ou SA3 diminuia as emissões de NO e de NOb2s. Finalmente propõe-se um modelo com o objectivo de contribuir para o estudo das emissões de NO e de NOb2s e, consequentemente, para a compreensão do comportamento do carvão na tecnologia de reburning. Deste modo, e com base nos resultados, pensamos que dentro de um determinado grau, a vitrinite (e provavelmente também a semifusinite de baixo pode refletor), devido a possuir boa termoplásticidade e produzir matérias voláteis, gera um char vacuolizado que retenha essas matérias voláteis e aumente de volume, até a "concha" formada atingir um limite de resistência e, por fragmentação ou deformação, liberte rapidamente grandes quantidades voláteis. Um colectivo de partículas gerará, nesse caso, uma nuvem de matérias voláteis que cria uma zona redutora onde o azoto libertado tem maiores probabilidades de ser convertido em Nb2s.
Assuntos: Efluentes gasosos / Óxido de azoto / Óxido nitroso / Leito fluidizado / Carvão
Cota: LEN-BIB. ENERGIA UEZ TESES EXTERNAS 4457
Tipo de documento: Texto impresso



Marcar

Autor: CIDADE, Honorina Maria de Matos
Título: Elucidação estrutural e actividade farmacológica de compostos bioactivos de origem vegetal / Honorina Maria de Matos Cidade
Publicação: Porto : Faculdade de Farmácia da Faculdade do Porto, 2001
Descrição física: 317 p
Resumo de autor: RESUMO: Part A: Isolation and structural elucidation of secondary metabolites of Artocarpus elasticus Reinw. ex Blume. This Thesis reports chemical studies of secondary metabolites of Artocarpus elasticus Reinw. ex Blume (Moraceae). Nine isoprenylated flavones have been isolated from chloroformic extract of its wood: artelastinin, artelastocarpin and carpelastofuran, as well as Ý-sytosterol and ethyl 2,4-dihydroxybenzoate. While artocarpesin and cyclocommunin have been previously isolated from other species of Artocarpus, artelasticin, artelastin, artlastochromene, artelastofuran, artelastocarpin and carpelastofuran are new natural compounds. Spectroscopic methods (IR, UV, p11sH NMR, p13sC NMR, COSY, HETCOR, HMBC, INEPT and NOESY) and chemicqal modification, especially acetylation were used for structure elucidation of the compounds. Part B: Biological activity evaluation of secondary metabolites of Artocarpus elasticus Reinw. ex Blume. In this study the anti-inflammatory and antioxidant activity of artocarpesin, artelasticin and artelastochromene were evaluated. By in vitro assays it was studied the influence of these flavones in the liberation of free radicals (superoxide anion) and lysosomic enzymes (elastase and myeloperoxidase) from human leukocytes, as well as their activity in different types of sectory PLAb2s and human cyclooxygenases 1 and 2. The effect of these flavones in liped peroxidation and superoxide and peroxyl radicals scavenging was also evaluated. In general, the results obtained showed that all flavones, assayed at 10 gosM, had little efect in the inflammatory parameters studied, except for artastochromene, which was a potent inhibitor of the myeloperoxidase enzyme. To determine if this activity was observed using in vivo methods it was performed the "rat air pouch model" stimulated by zymosan. In this essay the effect of artelastochromene in leukocytes migration, myeloperoxidase liberation and PGEb2s generation was evaluated. None of these parameters were affected by artelasttochromene at the concentration tested. Imunomodulatory activity and the effect on the growth of human tumor cells lines have been evaluated for all flavones isolated from this plant. Concerning the immunomodulatory activity the influence of these flavones in the classical and alternative pathway of human complement system activation and in the proliferation of human lymphocytes was studied. While no anticomplementary activity has been observed in the alternative pathway of human complent system activation, of flavones showed moderated anticomplementary activity in the classical pathway, namely for artocarpesin, artelasin, artelastofuran and carpelastofuran, which was the most active compounds. The isoprenylated flavones show the strong inhibitory activity in the proliferation of human lymphocytes specially artelasticin, artelastin artelastochromene. In the evaluation of the activity in the ground of human tumor cells lines, five lines derived from different tumors were used: breast (MCF-7), melanoma (UACC-62), renal (TK-10), lung (NCI-H460) and CNS (SF-268). All flavones onhibited the growth of all tumoral lines, whereas artelastin was the most active flavone tested.
Assuntos: Natural products--Flavones--Tumor cells / Produtos naturais--Flavonas--Células tumorais humanas
Cota: LEN-BIB. ENERGIA (S) QUÍMICA TESES DE DOUTOR. CID
Tipo de documento: Texto impresso



Marcar

Autor: MAGALHÃES, Alice Maia
Título: Compêndio de Química : Para o sétimo ano liceal / Alice Maia Magalhaes e Túlio Lopes Tomaz
Publicação: Porto : Ministério da Educação, 1963
Descrição física: 345p
Assuntos: Chemistry--Handbook / Química--Manual
Cota: LEN-BIB. ENERGIA (S) QUÍMICA MUSEU MAG
Tipo de documento: Texto impresso

Outro(s) autor(es) : Tomaz, Túlio Lopes



Marcar

Autor: MAGALHÃES, Alice Maia
Título: Compêndio de Química : Para o sexto ano dos liceus / Alice Maia Magalhães e Túlio Lopes Tomás
Publicação: Porto : Ministério da Educação, 1963
Descrição física: 376p
Assuntos: Chemistry--Handbook / Química--Manual
Tipo de documento: Texto impresso

Outro(s) autor(es) : Tomás, Túlio Lopes



Marcar